Curitiba: 41 3322-5885 | Canoas: 51 3286-0019 | Salvador: 71 3342-0867
A Prevenção no Condomínio*

No cotidiano condominial vemos que uma das principais preocupações dos moradores é o valor mensal da cota a ser pago, o que é compreensível devido ao orçamento familiar de cada um. Infelizmente, em alguns casos, a explicação para esse tipo de comportamento tem origem em gestões danosas aos condomínios.

Administrações falhas apresentam desperdício de recursos financeiros, obras desnecessárias, ou mal orçadas, além daquelas que por sua impropriedade acabam tendo de ser refeitas. Por isso, a falta de atitude mais efetiva de alguns gestores condominiais também pode explicar essa preocupação da comunidade condominial.

Acreditamos que um dos principais fatores da inversão de ótica dos moradores de um condomínio se deve ao fato da absoluta falta de atitude a que grande parte se entrega: é mais prático reclamar do que agir; basta analisar a quantidade de pessoas que deixam de comparecer às assembléias, alegando uma infinidade de razões ou justificativas.

O resultado desse enorme conjunto de omissões e improvisações é proporcional ao tamanho dos problemas que em algum momento deverão ser enfrentados. E a prevenção ao incêndio é uma delas.

Desde os tristes episódios dos incêndios dos edifícios Andraus e Joelma, na década 70, ambos na Capital, não se via uma catástrofe tão intensa e chocante, como a que ocorreu em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

A tragédia que ainda não foi devidamente apurada, e nem responsabilizados todos os seus atores, revela um problema que não se circunscreve apenas às casas de shows, mas em um lugar muito mais próximo e palpável: nossas casas e nossos locais de trabalho.

É sabido que a humanidade aprende apenas com seus erros e através deles procura o aperfeiçoamento, baseado no raciocínio: poxa, poderia ter sido eu, ou um familiar, um amigo ou um conhecido.

A reclamação dos condôminos para com a administração condominial sempre é a mesma: o valor está excessivo! E alguns síndicos procuram manter o patrimônio comum apenas na aparência, pois vislumbram somente a possibilidade de eventual lucro imobiliário no futuro e esquecem completamente do que é imprescindível: a base, a estrutura, a prevenção.

Não adianta, depois de uma tragédia, apontar e responsabilizar quem tenha sido o seu causador. O mais inteligente e necessário é prevenir que algo tão assombroso ocorra e nos deixe com receio de que a próxima vítima pode ser você.

Para isso, verifique se todos os equipamentos de segurança, entre eles os extintores de incêndio e as luzes de emergência, encontram-se na validade e instalados nos locais adequados.

Outra ação simples, mas que pode salvar vidas, é a manutenção das portas corta-fogo devidamente fechadas e sinalizadas. Para a segurança de todos também e preciso manter em dia o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

*Rubens José Reis Moscatelli é advogado e presidente do Sindicato dos Condomínios Prediais do Litoral Paulista.

Fonte: Folha do Condomínio

Portal Curitiba

Endereço: Rua Riachuelo, 31, Cj 1201, Centro - CEP: 80020-250

Tel/Fax: (41) 3322-5885

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br


Portal Canoas

Endereço: Rua Domingos Martins, 261, Sala 202, Centro - Canoas - RS

Tel/Fax: (51) 3286-0019

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br

Portal Salvador

Endereço: Rua Alceu Amoroso Lima, 470, 11º andar, conj. 1106. CEP: 41820-770

Tel/Fax: (71) 3342-0867

E-mail: contatosalvador@portalcobrancas.com.br

Desenvolvido por Seens Tecnologia da Informação