Curitiba: 41 3322-5885 | Canoas: 51 3286-0019 | Salvador: 71 3342-0867
Como aproveitar a água da chuva

Cisternas também podem ser instaladas em residências prontas; investimento é a partir de R$ 5 mil

O consultor de vendas da Açofer, Carlos Alberto Colonhesi, mostra um modelo de cisterna enterrada e do filtro que podem ser instalados em residências

 A legislação vigente já exige que projetos de construções acima de 200 metros quadrados, ou reformas a partir desta metragem, incluam instalações de recursos para captação de água da chuva como forma de reduzir o consumo da água tratada, que seria usada para fins não potáveis – lavagem de calçadas e carros, jardinagem ou abastecimento de piscinas, por exemplo. No entanto, muitas pessoas que não possuem essa obrigatoriedade – por estarem construindo menos de 200 metros quadrados ou por já estarem em uma casa pronta que não precisa de reforma – estão optando pela instalação desses sistemas em suas residências pela economia de recursos naturais e redução do valor da conta de água no final do mês.

Uma das opções mais indicadas para quem já tem uma construção e não quer fazer uma grande reforma são as cisternas enterradas que, geralmente, só precisam de escavação no jardim, sem quebrar calçadas ou paredes. O investimento, que gira em média entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, pode retornar de três a cinco anos ao cliente.

O diretor da Ecoracional, que distribui sistemas e opções de captação da água da chuva ou reaproveitamento de água, Ricardo Teruo Gharib, explica que esse modelo de cisterna enterrada é chamado de rede pressurizada. “Ele capta a água da chuva que cai pelas calhas, depois passa por uma filtragem e é enviada para um equipamento enterrado, de onde essa água é levada diretamente para os pontos de consumo, como torneiras no jardim ou na garagem. Esse modelo é bastante usado porque não envolve nenhuma quebra interna de tubulação.”

Um dos deferenciais da rede pressurizada é possuir um equipamento que detecta se a torneira está ligada. “A bomba só é acionada no momento que a torneira está ligada, e assim que a água é desligada a bomba também é. Isso reduz o consumo energia.” A manutenção da cisterna também é simples, segundo Gharib. O filtro colocado no sistema, que ajuda a reter folhas, fezes de pássaros ou outros detritos que estavam no telhado, deve ficar em um local de fácil acesso. “O filtro precisa ser lavado a cada três meses, para retirar o excesso de sujeira. Mas é uma lavagem simples, que o proprietário mesmo pode fazer”, orienta.

Geralmente, o indicado é ter uma cisterna de 10 mil litros para cada 200 metros de telhado, segundo a Ecoracional. No entanto, mesmo com equipamentos menores, a redução na conta de água pode ser significativa. É o caso do empresário Fernando Daher, que comemora a queda de metade do valor da conta de água após instalar um sistema de rede pressurizada na sua casa, há dois meses. A residência estava pronta, então a opção foi colocar a cisterna enterrada. Apesar da residência ser maior que 200 metros, o equipamento escolhido foi de 6 mil litros. “Minha casa tem muitos telhados em declive, então pensei que toda aquela água da chuva estava sendo desperdiçada. Decidi colocar a cisterna quando programei a reforma, mas constatei que mesmo sem a reforma era possível a instalação”, explica. Ele conta que a cisterna foi colocada em um espaço de terreno que não estava sendo usado. “Uma parte do maquinário fica para fora, mas é bem pequena. Não ocupa espaço útil nenhum”, afirma. A água reaproveitada está sendo usada para regar o jardim, lavar calçadas e carro e abastecer a piscina quando necessário.

Aproveitamento

Para usar o sistema em mais pontos da casa, como na descarga dos sanitários ou na torneira da máquina de lavar e reduzir ainda mais o consumo de água potável, o sistema de aproveitamento da água da chuva é mais complexo e por isso a cisterna deve estar prevista no projeto de construção ou grandes reformas. Nesses casos uma caixa d’água extra deve ser instalada na lage da casa, ao lado da caixa de água potável, e um encanamento vai levar a água filtrada da chuva para essas torneiras ou sistema hidráulico. Se o sistema for completo, a redução do valor da conta de água pode chegar a 80%, segundo informações da Ecoracional.

Fonte: Folha de Londrina

Portal Curitiba

Endereço: Rua Riachuelo, 31, Cj 1201, Centro - CEP: 80020-250

Tel/Fax: (41) 3322-5885

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br


Portal Canoas

Endereço: Rua Domingos Martins, 261, Sala 202, Centro - Canoas - RS

Tel/Fax: (51) 3286-0019

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br

Portal Salvador

Endereço: Rua Alceu Amoroso Lima, 470, 11º andar, conj. 1106. CEP: 41820-770

Tel/Fax: (71) 3342-0867

E-mail: contatosalvador@portalcobrancas.com.br

Desenvolvido por Seens Tecnologia da Informação