Curitiba: 41 3322-5885 | Canoas: 51 3286-0019 | Salvador: 71 3342-0867
Conecte seu condomínio às inovações do mundo virtual (Telefonia, internet e TV a cabo)

Conecte seu condomínio às inovações do mundo virtual (Telefonia, internet e TV a cabo)

Os novos empreendimentos residenciais multifamiliares já são entregues com estrutura para abrigar tecnologia e interatividade nas telecomunicações, unindo conceitos de praticidade, rapidez, segurança, sustentabilidade, convivência e qualidade de vida. Nesse rumo de inovação, e, levando-se em consideração o conceito da “casa conectada”, uma nova demanda de planejamento e infraestrutura em telecomunicações chama a atenção direta dos síndicos dos edifícios mais antigos, principalmente a necessidade de contratar um projeto especializado que padronize as instalações e aproveite as atuais opções tecnológicas da área.

Desta forma, o setor condominial adota nova postura ante a gama de produtos e serviços disponíveis no mercado, que, acima de tudo, propiciam a interligação entre diferentes mídias e sistemas e garantem maior capacidade e velocidade de transferência de dados, além de melhor definição de som e imagem aos usuários.

“Há tempos o mercado de condomínios residenciais busca incorporar soluções de tecnologia em telecomunicações, desenvolvidas com o objetivo de facilitar o dia a dia do edifício”, observa o engenheiro Paulo Henrique Dal Bó, de uma empresa especializada na área. “Do ponto de vista dos clientes, a existência destes sistemas demonstra uma preocupação da construtora em relação ao conforto do futuro morador”, completa.

Ainda de acordo com o engenheiro, muitas construtoras estão atentas para a instalação de um sistema de cabeamento estruturado nas unidades, onde os pontos de serviços de telecomunicações poderão ser utilizados para dados, voz ou imagem, dependendo da necessidade do morador. “Contudo, ainda não presenciei grandes soluções para as áreas comuns dos edifícios”, alerta.

Segundo Paulo Rewald, diretor do Secovi em São Paulo (Sindicato da Habitação), há mais de uma década os projetos de edificação já contam com tubulações, caixas e sistemas para atender às novas e futuras demandas virtuais no campo da telecomunicação. “A TV a cabo foi pioneira, e à época já protagonizava essa revolução no campo das instalações, mesmo sem saber o que iria acontecer em poucos anos, com a interligação dos sistemas”, analisa.

Para o especialista, na última década os edifícios passaram a adotar uma única prumada para atender simultaneamente a todas as instalações que dizem respeito à transmissão dos sinais. Em geral, ela parte do hall dos elevadores e é conhecida como chart, tendo pontos abertos para cada apartamento, isolamento contra fogo e a função de trazer e distribuir a informação externa para todas as dependências do prédio. “Hoje também é comum a medição do uso dessas energias por meio de um aparelho chamado de remota, e que, a partir de cada unidade, mas de forma coletiva e organizada, transmite sinais até uma central”, informa Rewald.

O diretor do Secovi-SP considera que os empresários do setor têm procurado atender a todos os empreendimentos com os novos sistemas de comunicação, independentemente de padrão social, e revela: “esperamos a evolução do que hoje consideramos algo retrógrado, ou seja, a padronização dos cabos de telefonia, dos mais simples aos mais sofisticados”.

Ainda de acordo com Rewald, qualquer edifício residencial vertical com elevador e mais de três andares já pode contar com essas soluções, pois o custo é irrisório e diluído no orçamento da obra. “Inclusive temos procurado interligar todos os pontos de saída existentes dentro de cada imóvel, e naqueles com mais de 80 metros quadrados, deixamos um quadro de distribuição chamado de telemática, tudo para facilitar futuras demandas”, revela.

ADAPTAÇÕES NECESSÁRIAS AOS ANTIGOS

O síndico profissional Carlos Theodoro Martins lembra que a maioria dos edifícios antigos, com mais de 20 anos, precisa passar por adaptações estruturais antes de receber o aparato tecnológico de comunicação disponível no mercado. “Dependendo do caso, será necessário inclusive proceder ao cabeamento externo, que normalmente não é considerado alteração de fachada, por isso não requer assembleia, mas sim o consenso do corpo diretivo”, observa.

No que se refere ao custo das obras, Martins traça um panorama totalmente sadio e viável para os condomínios, em face da concorrência mercadológica. Segundo ele, hoje as grandes operadoras do setor estão disputando clientes em potencial, e não é difícil conseguir a adaptação estrutural a título de cortesia, em troca da considerável adesão ao serviço de cabeamento em fibra ótica de última geração. “Fora desse expediente os custos podem ser significativos”, revela.

Contudo, o síndico chama atenção para uma realidade preocupante: “hoje as empresas terceirizam e até ‘quarteirizam’ parte dos serviços. É função do síndico e mesmo do zelador acompanhar atentamente todas as etapas do trabalho, para que não ocorram erros clássicos”, alerta. Mas, ainda de acordo com Martins, devido ao avanço na qualidade dos materiais e na fidelização da tecnologia digital de ponta, normalmente os resultados finais são satisfatórios.

PIONEIRISMO NO ALTO DA LAPA

O Condomínio Edifício Mont Cenis, localizado no Alto da Lapa, zona Oeste de São Paulo, parece ter saído na frente no quesito instalação de sistema digital a base de fibra ótica. A construção, de quase 30 anos, está promovendo adaptações para atender às suas 52 unidades, a partir de um minucioso estudo que abarca, inclusive, o salão de festas. Por meio de senha, será possível ao usuário do espaço ter acesso aos recursos que os cabos de fibra ótica propiciam, como Wi-Fi, TV digital, telefonia etc., ou seja, a um “virtualismo” de última geração. “A empresa de telefonia se responsabilizou por todas as etapas, com monitoramento direto de um engenheiro. Esse foi um diferencial que trouxe não só qualidade nas ações, mas segurança ao usuário”, considera o síndico Martins.

E existe muito mais a ser explorado a partir desta modalidade de transmissão de sinais, de acordo com o síndico. Dependendo da disponibilidade de equipamentos do condomínio, como aqueles que compõem a portaria, por exemplo, torna-se viável integrar o sistema de segurança do prédio: “já é possível acessar as câmeras de CFTV via IP, pelo celular conectado à internet. Assim, pode-se acompanhar remotamente tudo o que acontece no prédio”, conclui Martins.

Fonte: Direcional Condomínios

Portal Curitiba

Endereço: Rua Riachuelo, 31, Cj 1201, Centro - CEP: 80020-250

Tel/Fax: (41) 3322-5885

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br


Portal Canoas

Endereço: Rua Domingos Martins, 261, Sala 202, Centro - Canoas - RS

Tel/Fax: (51) 3032-4099

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br

Portal Salvador

Endereço: Rua Alceu Amoroso Lima, 470, 11º andar, conj. 1106. CEP: 41820-770

Tel/Fax: (71) 3342-0867

E-mail: contatosalvador@portalcobrancas.com.br

Desenvolvido por Seens Tecnologia da Informação