Curitiba: 41 3322-5885 | Canoas: 51 3286-0019 | Salvador: 71 3342-0867
Limpeza ideal para cada tipo de piso

Especialista dá dicas de como deixar o chão da sua casa limpo sem danificá-lo

Existem tantos pisos diferentes que fica difícil sabe qual é a melhor forma de limpá-los. Pisos de madeira, laminados, porcelanato, de cimento… qual é a melhor opção para deixá-los lindos e brilhantes? Veja dicas do diretor da Pisoclean Rodrigo Barone e aprenda a deixar o chão da sua casa bem mais apresentável.

Melhores produtos para cada piso

Está em dúvida de que produto usar para o seu piso? O especialista aconselha: “Todos os revestimentos devem ser limpos e mantidos apenas com detergentes neutros específicos para pisos. Todos os outros produtos de limpeza são destinados a outras situações. Ceras são removidas com produtos alcalinos, cimentos com produtos ácidos, cada tipo de mancha com um produto específico e assim por diante”.

Os principais tipos de pisos

O especialista afirma que o piso mais utilizado é a cerâmica esmaltada. “O mais moderno e desejado do momento é o porcelanato do tipo polido. Existem também os porcelanatos naturais e esmaltados. Estes últimos são muito parecidos com as cerâmicas”, afirma Rodrigo.

Existem também os clássicos mármores e granitos, que são mais comuns em tampos e bancadas. Mármores e granitos normalmente são polidos, mas também existem os levigados, flameados, apicoados, escovados e os jateados.

“Temos inúmeros outros tipos de pedras, como as ardósias, as pedras portuguesas, os arenitos, os quartzitos (pedras mineiras ou São Tomé), basaltos, Miracema, entre outras. Cada vez são mais comuns os revestimentos artificiais que reproduzem a aparência dos mármores e dos granitos, caso dos Silestones® (quartz surface), dos Corians® e dos marmoglasses. Madeiras, laminados, vinílicos, são infinitas as possibilidades”, afirma o diretor da Pisoclean.

Principais erros na hora da limpeza

Segundo Rodrigo, todo material tem sua cor, brilho, limpabilidade (facilidade de limpeza) e aparência geral determinado por sua textura intacta. No entanto, muitas pessoas acabam destruindo a aparência do piso ao utilizar produtos corrosivos. “Os tipos de erros mais frequentes estão relacionados ao ataque da textura dos materiais através do uso de produtos corrosivos. Dentre os mais comuns estão: produtos do tipo limpa pedras, removedores de ferrugens de roupas, produtos do tipo multiuso, removedores de cimento, entre outros. Uma superfície corroída brilha menos e suja muito mais. Materiais escuros ficam esbranquiçados”, explica Rodrigo.

Dicas para fazer a limpeza correta

É necessário observar alguns detalhes antes de comprar os produtos de limpeza ideais para o seu piso. Veja dicas do diretor da Pisoclean para fazer a escolha certa:

- Avalie a procedência do fabricante: existem inúmeros fabricantes que sabem muito sobre produtos de limpeza, mas não sabem nada sobre os revestimentos e todas as situações que eles e seus usuários enfrentam. Confira também se o fabricante cumpre com a legislação vigente.

- Desconfie. Produtos que removem todas as manchas não existem.  “O que existem, na verdade,  são produtos específicos para cada tipo de situação e manchamento, que removem manchas de origem muito distintas por meio da corrosão da superfície”, afirma Rodrigo.

- Todo produto deve cumprir com sua finalidade sem que estrague os revestimentos ou o que há ao seu redor. De preferência, que não sejam nocivos ao meio ambiente e às pessoas.

- Não há produto de limpeza que deva ser completamente evitado. Há, sim, produtos que são errados para determinadas superfícies. Exemplo: Produtos do tipo limpa-pedras estão entre os principais responsáveis por danos severos em porcelanatos, mas são bons produtos para o desencardimento de algumas pedras naturais brutas. Cimentos, que aderem sobre os pisos ou revestimentos, só podem ser removidos com a utilização de um ácido.

- Misturas de produtos de limpeza não são eficazes. “Costumo brincar com as pessoas, questionando-as: ‘Se limpar com vinagre, limão e bicarbonato fosse tão bom, por que eu não desenvolveria um produto com estes materiais?’. Vinagre serve para temperar e não para limpar. Trata-se de um ácido que pode e vai comprometer a textura da imensa maioria dos revestimentos existentes, por exemplo. As pessoas veem a limpeza, mas não enxergam o dano. Por isso a impressão de que funciona”, aconselha o especialista. “Além disso, algumas misturas podem ser perigosas, pois podem gerar vapores muito tóxicos, e até mesmo, pequenas explosões”, conclui.

- De olho na saúde: há pessoas que exageram no uso de produtos de limpeza para deixar a casa sempre cheirosa. No entanto, mal sabem que o excesso de química (inclusive o cheiro) podem ser tóxicos à saúde. Observe a quantidade ideal para o uso no rótulo e, para conquistar um “cheirinho de limpeza”, invista em aromatizantes.

 Fonte: Papo Feminino

Portal Curitiba

Endereço: Rua Riachuelo, 31, Cj 1201, Centro - CEP: 80020-250

Tel/Fax: (41) 3322-5885

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br


Portal Canoas

Endereço: Rua Domingos Martins, 261, Sala 202, Centro - Canoas - RS

Tel/Fax: (51) 3286-0019

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br

Portal Salvador

Endereço: Rua Alceu Amoroso Lima, 470, 11º andar, conj. 1106. CEP: 41820-770

Tel/Fax: (71) 3342-0867

E-mail: contatosalvador@portalcobrancas.com.br

Desenvolvido por Seens Tecnologia da Informação