Curitiba: 41 3322-5885 | Canoas: 51 3286-0019 | Salvador: 71 3342-0867
Síndico indesejado: qual a atitude dos condôminos nessa hora?

Há tempos que sabemos que nem todos os síndicos são bons administradores, que não tem responsabilidade com o condomínio e que cometem muitos erros, e quem paga por esses erros acaba sendo o condômino. O que fazer quando um síndico comete deslizes?

É necessário observar que o síndico tem um papel fundamental no condomínio e que ao assumir a função ele contrai obrigações, deveres para com seus condôminos e seu condomínio. Ele acaba por ser o responsável por tudo que acontece, pelos funcionários, pela manutenção do condomínio, pelas contas, enfim, por tudo que for de interesse de todos para uma convivência pacífica e salutar.

Em um certo condomínio, um síndico irresponsável fez o desconto do INSS na folha dos empregados e não recolhia, ou seja, no fim da estória deixou um rombo de R$ 22.000,00. Quando os condôminos averiguaram, já era tarde, tiveram que fazer o parcelamento da dívida e hoje penam com o pagamento de taxas extras para suprir o furo. Está certo isso? Perguntou um dos condôminos, não foi à resposta, mas o que fazer?

Devemos lembrar que para a escolha de um síndico os condôminos devem antes observar o comportamento de quem se faz candidato, sua postura perante os vizinhos. Numa eleição para síndico, devem os condôminos, durante a assembleia, fazer perguntas sobre as propostas dos candidatos, terem pelos menos uma ideia de como se sai o candidato, e não simplesmente se fazer presente e votar. Os condôminos devem se preocupar com o tempo que o futuro síndico terá para cuidar do condomínio, e como ele fará a prestação de contas e os ajustes que se devam fazer. Eleição de síndico é coisa séria, não é uma brincadeira. Mesmo que só tenha um candidato a síndico, deve este passar por uma sabatina, pois quando tem um candidato interessado a ser síndico, também tem interesses por traz disso, seja para organizar o condomínio, seja até para não pagar a sua cota, mas o fato é que queira ou não ele assume responsabilidades.

Quando indesejado ele for, devem os condôminos se movimentar para saber os motivos da insatisfação, e quando tiverem provas dos “deslizes”, convocarem uma assembleia para discutir os fatos na presença do síndico faltoso e quem sabe, se falta grave tiver ocorrido, destituí-lo do cargo, para tal assembléia segundo a Lei é necessário maioria absoluta (50%mais um) da assembleia.

Outros cuidados que se deve tomar para evitar futuros erros ou até ilicitudes por parte do síndico são: a verificação junto aos órgãos competentes se os descontos na folha dos funcionários estão devidamente recolhidos, a exigência por parte dos condôminos da prestação de contas, de preferência mensalmente, o controle na economia de dinheiro gasto com as despesas do condomínio e por aí adiante.

Enfim, vocês observaram que no final da estória quem é o real culpado de uma administração ruim é o próprio condômino? É sim, pois são os condôminos que elegem o síndico, se ele é ruim, é porque os demais não se preocupam.

E agora? Vocês condôminos terão mais cuidado na escolha dos seus síndicos?

Fonte: Jornal do Síndico

Portal Curitiba

Endereço: Rua Riachuelo, 31, Cj 1201, Centro - CEP: 80020-250

Tel/Fax: (41) 3322-5885

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br


Portal Canoas

Endereço: Rua Domingos Martins, 261, Sala 202, Centro - Canoas - RS

Tel/Fax: (51) 3032-4099

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br

Portal Salvador

Endereço: Rua Alceu Amoroso Lima, 470, 11º andar, conj. 1106. CEP: 41820-770

Tel/Fax: (71) 3342-0867

E-mail: contatosalvador@portalcobrancas.com.br

Desenvolvido por Seens Tecnologia da Informação