Curitiba: 41 3322-5885 | Canoas: 51 3286-0019 | Salvador: 71 3342-0867
Vinil e fibra de vidro nas piscinas residenciais

Pequenas, grandes, de concreto, vinil ou fibra, as piscinas, no verão, são o point nos condomínios. Feira de materiais diversos, cada uma delas exige cuidados diferenciados, como as de vinil e fibra.

Atualmente, raro é não encontrar um condomínio que não possua uma piscina. Por menor que seja, a existência delas valorizam o empreendimento e garante o lazer de moradores. Nos últimos anos, porém, as piscinas passaram por uma transformação, ganhando novos materiais na sua construção, a fibra de vidro e vinil, dividindo com o concreto a supremacia. As piscinas vinílicas e de fibra de vidro são mais baratas – tanto a fabricação como a manutenção, além de serem mais seguras. Com a chegada do verão, são elas que atraem mais os condôminos e, por isso, exigem mais atenção da equipe administradora. Mas quais os cuidados que cada uma delas exige?

PISCINAS DE FIBRA

As piscinas de fibra são realmente fáceis de manter. Elas são construídas sob condições controladas dentro de uma fábrica e não sujeitas a intempéries, como problemas com clima, e maus projetos. O processo de construção é o mesmo usado em tanques de armazenamento químico, jacuzzis, chuveiros e barcos e as técnicas de construção aplicadas nestas piscinas têm sido aperfeiçoadas desde que foram introduzidas pela primeira vez há quase 50 anos. Como não há porosidade ou costuras, algas e detritos não conseguirão se instalar em piscina de fibra.

A rapidez é a sua maior vantagem, mas para se instalar a piscina temos que observar certos detalhes, como por exemplo: como passar a piscina até o local desejado? Em certos casos é preciso chamar um guincho, mas para isso também se deve observar a fiação elétrica no local para que o guincho possa passar a piscina com tranqüilidade. Atualmente, há mais de 36 modelos de piscinas de fibra disponíveis, uma para cada gosto e adequação de espaço.

Depois que a piscina é escolhida, após alguns dias começa-se a escavação, geralmente manual. Concluída a escavação, é feito nivelamento do solo para que o fundo fique reto. Com a piscina já no buraco, começa a se fazer a tubulação, aterramento e a encher a piscina com água. Paralelamente, também é feita a instalação da casa de máquinas e todo o maquinário. Após esta etapa, aplica-se o contra piso.

PISCINAS DE VINIL

Embora haja liberdade de escolha nos projetos destinados à instalação de uma piscina de vinil, as alternativas podem ser limitadas pelo tamanho, profundidade, modelo e finalidade, que talvez necessitem de vinil especial a ser executado no local por mão-de-obra altamente qualificada, o que pode elevar o custo, tornando às vezes inviável a execução do projeto. Estas piscinas não podem ser instaladas em qualquer terreno.

Quanto à estrutura, as suas paredes são executadas em alvenaria simples sustentada por colunas (como se fosse um muro de divisa), rebocado e alisado e o fundo em contra piso de concreto armado. É muito importante que o terreno seja firme e plano para que o custo da estrutura seja baixo, porque esta estrutura depende do apoio do terreno. Elas são revestidas internamente por um bolsão de vinil com espessuras de 0,6mm ou 0,8mm, na cor azul claro com uma borda decorada, fixado por um perfil plástico na borda. Caso a piscina seja aquecida, deve-se optar pelo vinil 0,8mm e fazer uma análise mais cuidadosa junto com a indústria no caso do uso de tubulação de cobre, haja vista que a temperatura de entrada da água será muito alta e pode danificar o vinil e os dispositivos.

O vinil pode ser perfurado por materiais pontiagudos, brinquedos ou pelos equipamentos para limpeza, microfissuras no vinil ou por recalque estrutural, que poderá danificar o vinil bem como a tubulação e dispositivos. O vinil exige que sejam usados produtos especiais e mão de obra cuidadosa para não causar manchas e desbotamento. Durabilidade: o bolsão de vinil é garantido pelas indústrias por um período máximo de 3 anos.

Fonte: Jornal do Sindico

Portal Curitiba

Endereço: Rua Riachuelo, 31, Cj 1201, Centro - CEP: 80020-250

Tel/Fax: (41) 3322-5885

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br


Portal Canoas

Endereço: Rua Domingos Martins, 261, Sala 202, Centro - Canoas - RS

Tel/Fax: (51) 3032-4099

E-mail: contato@portalcobrancas.com.br

Portal Salvador

Endereço: Rua Alceu Amoroso Lima, 470, 11º andar, conj. 1106. CEP: 41820-770

Tel/Fax: (71) 3342-0867

E-mail: contatosalvador@portalcobrancas.com.br

Desenvolvido por Seens Tecnologia da Informação